O processo educacional vai além dos conteúdos tradicionais oferecidos em sala de aula, o aprender envolve experiências, sentimentos, brincar e relacionar-se socialmente. Incluímos diversas opções extracurriculares, ou seja, que não fazem parte da Base Curricular Comum e outras adicionais que podem ser contratadas de forma avulsa.

Entre os benefícios das atividades extracurriculares estão:

– Favorecem o desenvolvimento motor, cognitivo e socioafetivo das crianças
– Despertam a criatividade e o talento para outras atividades
– Ampliam a visão de mundo das crianças
– Favorecem o entendimento prático dos conteúdos em sala de aula
– Aumentam a autoestima
– Melhoram a sociabilização das crianças. 

Entre as atividade que estão a disposição de todos os alunos:

Robótica Para Crianças – 9 Benefícios Para O Aprendizado

Em um mundo cada vez mais tecnológico, onde o mercado está se reinventando e vivendo a transformação digital. Mundo que especialistas afirmam que em 20 anos muita coisa terá mudado e quem não se adaptar ficará para trás. Como pais, podemos pensar o que nossos filhos serão no futuro, não é mesmo?

Mas porque robótica para crianças?

Ficamos admirados com a facilidade com que as crianças têm de interagir tablets e celulares, é como se já estivesse em seus DNA’s. Para crianças que estarão no mercado de trabalho em 10… 20 anos, é preciso que a escola esteja se adaptando a transformação digital que o mercado de trabalho estará exigindo nesse período.

Não podemos mais ficar apenas na matemática básica e muito menos aprender apenas um idioma. O mundo todo está conectado, e com a Internet da Coisas ganhando cada vez mais força, precisamos desenvolver nossos filhos de forma diferente.

A robótica para crianças é uma das maneiras de ensiná-los a se preparar para o mercado de trabalho, pois vai ensinar habilidades como trabalhar em equipe e ao mesmo tempo resolver problemas que antes não eram imagináveis.

Quais os benefícios da robótica para crianças?

1) Instiga o raciocínio lógico

A criança que faz aulas de robótica aprende a desenvolver o lado esquerdo do cérebro, ou seja, seu lado lógico e crítico. Dessa forma, as crianças aprendem a estruturar seus pensamentos para que ensine o robô a seguir os comandos que devem ser executados. De forma lúdica e divertida, elas estão aprendendo a linguagem de computação.

2) Estimula habilidade de engenharia mecânica

As crianças através da programação precisam também adquirir conhecimentos básicos de mecânica e até mesmo física. Dependendo da maneira que encaixam os blocos,o robô pode ou não executar bem o comando enviado pela programação. Por isso, a robótica para crianças estimula o aprendizado global de conhecimento, a teoria ganha vida!

3) Criatividade

Robótica para crianças estimula a criatividade.

As crianças são desafiadas a cada aula. Para o projeto dar certo é preciso planejamento, troca de ideias, criação e enfim executar o projeto. Cada etapa é importante para o funcionamento do robô. Se não conseguiram, tentam novamente, procurando alternativas.  

4) Estimula a produção de texto

Primeira etapa de um projeto seja de um game ou de um robô é o planejamento. As crianças precisam organizar seus pensamentos antes de executarem as ações no projeto. Ao fazerem isso, conseguem deixar a ansiedade de lado e se concentrarem no processos de planejamento e criação do projeto, para depois concretizar os planos.

O processo de construção de um texto também envolve organizar as ideias para depois transmitir com palavras o que foi pensado, o texto terá fluidez de leitura, assim como as ações e os códigos que foram inseridos no projeto de robótica.

5) Superando obstáculos através da robótica para crianças

A resolução de problemas na robótica para crianças faz parte do processo de aprendizagem. Sabemos que é errando que se aprende, e ali eles podem errar em um ambiente de segurança.

As crianças aprendem que superar obstáculos faz parte do processo de aprendizagem e que o mais importante é que o resultado final saia de acordo com o esperado, nem que seja preciso revisar os códigos umas dez vezes.

6) Desenvolvimento da habilidade de organização

Robótica para crianças estimula o trabalho em equipe

A organização faz parte de todo processo na robótica para as crianças, pois desde a fase de planejamento, estruturação do projeto e execução precisam ser ordenadas de tal modo que o trabalho possa fluir com tranquilidade. Uma mesa desorganizada será complicada de trabalhar e alcançar o objetivo do projeto.

Elas aprendem brincando que é importante ser organizado para ter sucesso na robótica, nos estudos. Um aprendizado para vida toda!

7) Trabalho em equipe é estimulado pela robótica para crianças

Num mundo cada vez mais intercooperativo, trabalhar em equipe é uma importante habilidade a ser aprendida pelas crianças. As aulas de robótica normalmente são organizadas em duplas ou trios.

Cada estudante executa uma parte do projeto, um faz a programação e outro monta os blocos do projeto – pelo menos é assim na escola do meu filho. Dessa forma, eles precisam trocar ideias para que consigam atingir o resultado esperado.

8) A robótica para crianças permite o aprendizado multidisciplinar

Segundo o site Happy Code, tanto “coordenadores, professores e pais vêm percebendo grandes melhoras no desempenho escolar em diversas disciplinas escolares, principalmente, nas matérias que tem como base o raciocínio lógico, como a matemática, física e também o inglês. As crianças e adolescentes se familiarizar com os números ou as novas palavras e aprendem raciocinar com mais precisão, entendendo a teoria e conseguindo aplicá-la na prática.”

9) A robótica para crianças como diferencial nas profissões do futuro

O que o desenho dos Jetsons nos fazia viajar no futuro com as suas inovações, estamos cada vez mais perto de viver aquela realidade.

Segundo a EY (antiga Ernest & Young) uma das maiores empresas em consultoria e auditoria do mundo, um em cada três postos de trabalho serão substituídos por inteligência artificial. Segundo a mesma reportagem, três habilidades serão necessárias para o futuro profissional: orientação para servir, capacidade de negociar e flexibilidade cognitiva – que é a capacidade para mudar e/ou produzir mudanças, ser capaz de perceber respostas alternativas para uma mesma situação.

A robótica para crianças passa ser cada vez mais importante para auxiliar a desenvolver as habilidades necessárias para ser um profissional de sucesso. Parece muito cedo para estimular essas áreas do cérebro, contudo, quanto antes eles desenvolverem tais habilidades, melhor para eles enquanto estudantes e ainda mais como futuros profissionais.

Os Benefícios Do Xadrez Na Educação Das Crianças

Se existe um jogo que pode ajudar uma criança a desenvolver raciocínios e criar relações sociais saudáveis, esse jogo é o xadrez. Jogo de tabuleiro, em que pensar e elaborar estratégias são ações fundamentais para vencer uma partida, o xadrez é um aliado importante na educação infantil.

Os benefícios do xadrez fazem com que o aprendizado da criança englobe criatividade, autoestima e respeito ao outro. Tanto que a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) estimula a prática no ambiente escolar e criou o Comitê de Xadrez Escolar, para que seu uso seja uma ferramenta pedagógica.

Ensina a saber perder

Como em qualquer esporte, no xadrez há derrotados e vencedores. Mas o ambiente cordial em que uma partida de xadrez é disputada faz com que a derrota seja mais bem assimilada. Além disso, quem perde tem mais consciência do esforço que fez para vencer a partida — e toda a derrota, assim como a vitória, é resultado de um esforço individual nesse jogo.

Desenvolve raciocínio e concentração

O xadrez exige que seu praticante enxergue várias jogadas à frente. Ele deve fazer simulações mentais dos seus movimentos e de como o seu adversário irá reagir. Para isso, seu repertório de conhecimento deve ser amplo, para que ele tenha capacidade de encontrar os melhores movimentos das peças.

Isso força a criança a raciocinar e ter concentração. Aliás, essa é uma das características do xadrez, um jogo que exige atenção total mesmo quando se espera o adversário jogar.

Trabalha a paciência

Crianças sempre querem fazer várias coisas ao mesmo tempo. Estão descobrindo o mundo e sentem curiosidade. Numa época em que aparelhos eletrônicos, como celulares e tablets, são multitarefas, o jogo de xadrez trabalha o contrário.

Paciência é fundamental no jogo. Esperar pelo movimento do adversário é saber dar chance para que ele faça o melhor dele. Enquanto isso, a criança deve ficar concentrada no jogo, sem realizar outras atividades.

Provoca a imaginação

Cada movimento no xadrez abre uma infinidade de opções. E como cada peça tem seu movimento particular, somadas essas duas características, a criança tem à sua frente um universo inteiro para criar e imaginar. Precisará usar da versatilidade para aplicar as regras e tentar superar o adversário.

Cria maturidade na tomada de decisões

Um movimento errado pode significar uma derrota no xadrez. E a criança irá, então, ter que lidar com seus próprios erros e saber administrá-los. Como outro benefício do xadrez é oferecer chances para se redimir, a criança pode encontrar uma saída para consertar aquele problema. A solução terá que vir dela, sem interferência de adultos.

Ajuda a assimilar outras disciplinas

Todo o raciocínio desenvolvido em torno do xadrez ajuda a criança a encarar com mais facilidade matérias do currículo escolar. A matemática é a que mais vantagem leva, pois requer recursos que o xadrez também exige: lidar com probabilidade, progressões, geometria (o movimento do cavalo, por exemplo, exige da criança entender movimentos no espaço que não são lineares).

Outras matérias também ganham com a adesão do xadrez na escola, como história, pois o aluno desenvolve concentração e capacidade de analisar o tabuleiro como um todo, assim como essa disciplina.

O aluno só tem a ganhar aprendendo xadrez na escola. O Criarte tem a preocupação de, ao inserir o jogo de tabuleiro no ambiente, manter uma orientação constante, de forma que as crianças não se vejam sozinhas diante do jogo.

Como objetivo primário os alunos vão desenvolver projetos autorais, como histórias, animações e jogos, utilizando um ambiente e linguagem de computadores desenvolvida especificamente para a sua idade e capacidade cognitiva. Como plataforma de ensino utilizaremos o SCRATCH, linguagem de desenvolvimento amplamente utilizada para a introdução à programação, desenvolvida pelo M.I.T. 

O ensino dos conceitos de lógica computacional e desenvolvimento de projetos através desses conhecimentos permitirá desenvolver nos alunos habilidades específicas e necessárias para capacitá-los para os novos desafios da era pós-digital.

Habilidades como:

  • Capacidade estruturada à resolução de problemas.
  • Exercitar sua criatividade
  • Desenvolver o trabalho em equipe
  • Aprender a lógica computacional
  • Desenvolvimento de habilidades básicas do Empreendedorismo
  • Consolidar conhecimentos de Matemática e português.
  • Desenvolver sua Cidadania Digital.

O mundo cada vez mais globalizado permite trocas culturais e profissionais entre pessoas e empresas de todos os lugares do mundo. Nesse contexto, a importância do inglês cresce ainda mais ao redor do mundo e a língua se consolida como um idioma universal.

Por conta disso, o contato com essa segunda língua desde a infância traz vantagens, abrindo ainda mais portas do que para quem estabelece esse contato apenas na vida adulta.

Por que dominar uma segunda língua?

Nesse mundo cada vez mais conectado, dominar outra língua e ter noções culturais distintas pode abrir diferentes portas ao longo da vida. Esse conhecimento traz vantagens em diversas frentes — pessoais, profissionais e acadêmicas. Nesse contexto, o inglês surge como um idioma universal. Mesmo os países que não o tem como língua oficial oferecem oportunidades para quem sabe se comunicar.

Porém, dominar um novo idioma é algo que leva tempo e exige dedicação. Por conta disso, o ideal é iniciar os estudos ainda na infância, uma vez que o aprendizado nessa fase é mais fácil e o contato com o idioma desde cedo também aumenta as chances de conquistar a tão sonhada fluência.

Quais as vantagens de aprender inglês na infância?

Crianças têm muito mais facilidade em aprender um idioma, especialmente quando por meio de atividades lúdicas e recreativas. Isso acontece especialmente porque é dessa mesma forma que aprendemos nosso idioma nativo, então a prática torna-se algo natural e tem menos a carga de obrigatoriedade que qualquer estudo tem na vida adulta.

A seguir, conheça outros motivos pelos quais investir na aprendizagem da língua inglesa na infância é uma boa opção.

Aprendizado simultâneo

A crença de que aprender duas línguas ao mesmo tempo pode trazer dificuldades à criança e confundi-la já caiu por terra. O bilinguismo é, na realidade, muito benéfico e pode ser favorecido nessa fase da vida.

Se pararmos para pensar, o cérebro infantil é destinado a aprendizados básicos, entre eles a aquisição de um idioma.

Melhora o rendimento escolar

As notas na escola regular também podem se beneficiar dos estudos do inglês. Aprender uma segunda língua traz benefícios ao cérebro das crianças e jovens, entre eles o aumento da cognição, da concentração e da autoconfiança.

Fluência precoce

Muitas vezes a definição de fluência é abstrata ou varia de uma instituição de ensino para outra. De forma geral, podemos entender a fluência como a habilidade para se comunicar em uma língua em diferentes contextos. Em outras palavras você consegue ler, ouvir, falar e escrever naquele idioma seja em situações profissionais, cotidianas ou acadêmicas.

Como acontece com uma língua nativa, quanto mais longo e mais diversificado o seu contato com um idioma, mais cedo você alcança a fluência nele.

O Criarte e a Learn Fun juntos com o desenvolvimento bilíngue do seu filho.

A Learning Fun é uma instituição de origem brasileira, presente em 12 estados, especializada no ensino de idiomas para crianças a partir de 08 meses de idade. Seu método é eficaz e divertido, aproveitando a melhor idade de se aprender o segundo idioma. Seu método foi desenvolvido pelas experiências da educadora Teresa Catta-Preta e do estudo sobre a Teoria das Múltiplas Inteligências, do psicólogo Americano Howard Gardner, que Teresa estudou na Riverside University, Califórnia.

Ao matricular seus filhos em um curso de inglês, ainda bem novos, ficou surpresa com a facilidade e a eficiência com que as crianças aprendiam e falavam o idioma. Movida por suas experiências como educadora e seus estudos na Califórnia, Teresa desenvolveu, então, um método de aulas que leva os alunos a aprenderem de forma natural e divertida.

Outra opções esportivas que podem ser incluídas:

  • Futsal
  • Karatê
  • Capoeira
  • Balé