O Centro Educacional CRIARTE, tem por linha filosófica manter a sua prática pedagógica atualizada, dinâmica, integradora, criativa e crítica, voltada para a formação integral do aluno no intuito de “permitir” que ele seja agente construtor da sua história. 

Isto porque a equipe  do C. E. CRIARTE, não entende “Escola”, que não seja comprometida com a formação da criança cidadã.

A educação, é movimentada numa perspectiva inovadora com atividades que objetivam promover o desenvolvimento do conhecimento, da compreensão e do respeito, em relação ao funcionamento da comunidade escolar; neste processo os alunos passam progressivamente a participar da rotina escolar e aprender a ser um entre outros, num grupo de trabalho e convivência.

Procura-se estruturar este início de escolaridade a partir de três conquistas:

  • elaboração da separação em relação à família 
  • estabelecimento de relações de confiança em relação à família
  • integração como professor e outras crianças

Assim, sendo, o trabalho tende a ser organizado para que se crie um espaço de suplementação e ampliação do espaço familiar, sem que se perca a especificidade do trabalho pedagógico institucional.

Pretende-se, além disso, que as relações da criança com a família sejam fortalecidas e enriquecidas, e que simultaneamente seja apresentado para ela um mundo amplo de oportunidades sociais.

Estruturação metodológica do programa de trabalho

A cada ano, em cada momento do seu desenvolvimento, as crianças têm diferentes condições de aprendizagem. Sendo assim, planejamos o trabalho com as classes de forma a adequar os conteúdos de aprendizagem às possibilidades reais da criança.

As atividades realizadas com os conteúdos escolares acadêmicos (língua portuguesa, matemática, ciências físicas, biológicas, sociais), são planejadas com objetivos relacionados a iniciação dos pequenos em cada uma dessas áreas de conhecimento.

Ao considerar a criança como ser social, leva-se em conta suas características em termo de história de vida, origem, linguagem, hábitos, costumes e valores, para que cada um seja valorizado e possa desenvolver autonomia, criatividade, responsabilidade, criticidade, espírito de cooperação e solidariedade com os demais, e assim possa acontecer a integração escola, família e comunidade.

Portanto, os princípios que mostrarão o trabalho proposto são: Autonomia; criatividade; responsabilidade; sociabilidade; disciplina intelectual; ética social.

Esses princípios se movimentarão através de:

a)Áreas de desenvolvimento: sócio-afetivo, intelectual, psicomotor, lingüístico.

b)Áreas de conhecimento:

Metodologia de Projeto

Como objeto de dinamização da prática pedagógica, os projetos, em toda sua dinâmica constituem importante via metodológica, que possibilitam verificar o processo ensino-aprendizagem, a partir de situações concretas, reais, vivenciadas pela comunidade escolar (pais, alunos, professores, etc).

Projetos de apoio institucional são desenvolvidos ao longo do período letivo, tais como: GIAF (Grupo de Integração e Apoio Familiar); saúde bucal; psicologia; nutrição; assistência médica (com visitas rotineiras e/ou atendimento de urgência); língua estrangeira e oficinas pedagógicas.

Além dos projetos acima citados desenvolvemos também os de curta duração em consonância com datas comemorativas, ou quando propostos pelas crianças.

Referenciamos  a dinâmica da proposta pedagógica do CRIARTE no pensamento de Vygotsky (1978)

“Um processo interpessoal fica transformado em outro, intrapessoal. No desenvolvimento cultural da criança, toda função aparece duas vezes: primeiro na escola social e mais tarde, na escola individual; primeiro entre pessoas ( inter psicológica) e, depois, no interior da própria criança ( intra psicológica ). Isto pode ser aplicado, igualmente,à atenção voluntária, à memória lógica e a formação de conceitos. Todas as funções psicológicas superiores se originam como relações entre seres humanos”

Ao considerar que o conhecimento é um produto da interação social e cultural, buscou-se fundamentar a proposta pedagógica nas observações quanto ao funcionamento dos processos cognitivos,o que nos leva a acreditar que todos os processos psicológicos superiores  tais como: comunicação, linguagem, raciocínio, etc…, são adquiridos, primeiro, num contexto social e depois se internalizam. E, essa internalização é resultado de um determinado comportamento cognitivo num contexto social.

Nesta perspectiva, buscamos durante o percurso teórico que sustenta a proposta do CRIARTE, deixar o espaço aberto para reflexão permanente da nossa prática e assim, manter o nível de relação desejada.